FCT financia LE@D no âmbito do Programa de Recuperação de Unidades de I&D – 2016

fctNo âmbito da Candidatura ao Programa de Recuperação de Unidades de I&D – 2016, o LE@D, Laboratório de Educação a Distância e Elearning da Universidade Aberta, obteve a aprovação pela Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT ) à proposta de financiamento apresentada, a qual já foi homologada pela Tutela.

O Plano de Recuperação do LE@D incide, entre outros aspetos, no reforço da capacidade de investigação e publicação e no aprofundamento da internacionalização da investigação.

Bolsas para formação avançada

FCTA Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT)  abriu concursos   para atribuição de Bolsas de  Doutoramento e Pós-Doutoramento  no período entre 15 de junho e 15 de julho de 2016.

Este concurso de bolsas individuais apoia investigadores, em qualquer área do conhecimento, que pretendam desenvolver trabalhos de investigação para a obtenção do grau académico de Doutor, ou que pretendam prosseguir investigação pós-doutoral de ponta, em instituições nacionais ou estrangeiras.

Para mais informações, deverá ser consultada a página da FCT:

http://www.fct.pt/apoios/bolsas/concursos/individuais2016.phtml.pt

Projeto Permanência de estudantes no Ensino Superior a Distância (PEESaD)

projetofilipaNo âmbito do Projeto  PETI (Processos de Ensino, Tecnologias e Inovação) coordenado pela investigadora do LE@D,  Doutora Daniela Barros,  foi lançado o site de divulgação dum novo projeto  intitulado «Permanência de Estudantes no Ensino Superior a Distância [PEESaD]» coordenado pela investigadora Doutora Filipa Seabra.

O projeto tem como  o objetivo geral : Compreender os percursos de persistência dos estudantes do ensino superior a distância, contribuindo para a identificação de fatores relevantes para a sua promoção.

 Relativamente aos seus objetivos específicos são apontados os seguintes:

  • Caracterizar os estudantes de ensino a distância da Universidade Aberta que apresentem percursos de permanência e persistência, com foco particular nos estudantes do 1.º ciclo de estudos
  • Identificar fatores pessoais, académicos e contextuais que se relacionam com percursos de permanência e persistência, com destaque para aqueles que possam ser modificados
  • Analisar a relação entre a autorregulação da aprendizagem, o sentimento de auto-eficácia, os estilos de aprendizagem e o envolvimento  académico e a permanência no ensino superior a distância
  • Desenvolver um modelo que permita contribuir para o enquadramento dos fatores relacionados com a persistência e permanência dos estudantes do ensino superior a distância
  • Delinear estratégias de intervenção com vista à promoção da persistência e permanência dos estudantes de ensino a distância da Universidade Aberta

Para mais informações aceda ao site PEESaD